"Olha agora para os céus, e conta as estrelas, se as podes contar. E disse-lhe: Assim será a tua descendência..."

Cristãos detidos durante a reunião de oração privada

Uzbequistão

Em 24 de Janeiro, Midet, um líder da igreja local, e duas mulheres estavam reunidos em sua casa para orar por seus irmãos e irmãs cristãos quando os policiais chegaram, sob o pretexto de outros assuntos. A polícia começou a procurar na casa, apesar de não ter um mandado de busca, e encontrou vários livros cristãos. Midet e as mulheres foram presos e levados para a delegacia, onde os oficiais exigiram uma declaração escrita sobre sua igreja e outras atividades cristãs. Midet foi espancado e está coberto de hematomas, as mulheres também foram espancadas e sem roupas torturadas por choques elétricos. Após estas ameaças uma das mulheres escreveu uma declaração admitindo que tinha ido assistir a uma reunião de oração na casa de Midet. Os três foram interrogados no escritório do Ministério Público.

Posteriormente, uma das mulheres emitiu uma queixa de que eles tinham sido ameaçados pela polícia e que as suas declarações tinham sido dadas sob coação. Os relatórios sugerem que sua irmã, que não é cristã, também foi interrogada pela polícia, como uma forma de colocar pressão adicional sobre os cristãos.

• Ore por Midet e as duas mulheres para que o Senhor Jesus cure qualquer aflição física ou emocional sofrida durante essa provação.

• Ore por todos os crentes no Uzbequistão para que seja permitida a adoração na privacidade de suas próprias casas, sem medo de assédio, prisão e perseguição.


Fonte: Barnabas Fund.