"Olha agora para os céus, e conta as estrelas, se as podes contar. E disse-lhe: Assim será a tua descendência..."

O PAPEL DAS MULHERES NAS MISSÕES



No dia 14, sexta-feira última, a SEPAL em parceria com o Instituto Ágape promoveu um encontro edificante com  Ilaene Schuler, missionária da SEPAL(Servindo à Pastores e Líderes), sobre mentoria e pastoreio de esposas de pastores e líderes. Foi um momento muito agradável de comunhão e ao mesmo tempo desafiador. Que este seja o primeiro passo de uma caminhada abençoada, tudo para Glória de Deus!
 


Saiba Mais..


 Mulheres também têm muita importância nas missões. Prova disto é o Projeto Mulheres Mentoras, liderado pela missionária da Sepal Ilaene Schüler. Com o intuito de mobilizar e capacitar mulheres para o pastoreio mútuo, o projeto é voltado para esposas de pastores e líderes.

“As mulheres enquanto esposas de pastores e líderes têm um espaço importante em todas as áreas de ação das igrejas e, no caso das esposas de pastor, ainda oferecem encorajamento e suporte para seus maridos realizarem seus ministérios”, afirma Ilaene.

A ação abrange os mais diversos valores, como relacionamentos comprometidos e saudáveis, ambiente de graça e transparência, trabalho em equipe, discipulado, ouvir a Deus, entre outros. O projeto se baseia, além de ideias de outros ministérios, nos planos do ex-missionário Sepal David Kornfield, que há 21 anos criou o movimento de Pastoreio de Pastores e junto com ele a necessidade de cada pastora e de esposas de pastores terem uma proposta específica de pastoreio para suas vidas. Diante desta inspiração, Ilaene, há dois anos, criou o seu Projeto Mulheres Mentoras.

“É importante vermos que Jesus nos afirma como mulheres, sem precisarmos seguir um modelo masculino como único e ideal. Cabe a nós a tarefa de conhecer a nossa identidade feminina e nos encorajarmos mutuamente a cumprir o Ide de Jesus, levando em consideração nossas características tão próprias de mulheres e que foram afirmadas por Ele”, diz Ilaene.

O Projeto Mulheres Mentoras se multiplica em vários Estados do Brasil. Segundo Ilaene, já existe um feedback de muitas mulheres que têm superado suas dificuldades em diversas áreas, firmando sua identidade em Cristo, ganhando encorajamento para crescerem em sua vida pessoal e ministerial e, além disso, multiplicando esta estratégia para as mulheres de suas igrejas ou grupos.

A IMPORTÂNCIA DA EVANGELIZAÇÃO NOS DIAS DE HOJE




O Evangelho precisa ser analisado tendo em vista suas muitas tonalidades culturais, étnicas, geográficas e históricas. Vejam as respostas na pesquisa nacional com referências às principais características e ênfases nos modelos utilizados para plantação e crescimento:

 
Conforme se vê ao lado, evangelização ganha disparado a corrida como maior ênfase (31%). Pequenos grupos e células vêm logo em seguida com 19%. Vemos também que apenas 5% das igrejas pesquisadas utilizam dons em curas como sua maior ênfase. Isso talvez reflita o esfriamento espiritual especialmente na igreja pentecostal. Apesar da propaganda focada nos milagres e maravilhas, os resultados não acontecem com a mesma frequência com que vinham acontecendo no movimento pentecostal avivalista das décadas de setenta e oitenta. Os rótulos são diversos, mas apatia, indiferença e arrefecimento da fé cristã encontram-se presentes em quase todos os conteúdos denominacionais. Sem sombra de dúvidas, diversas respostas da pergunta acima revelam um pouco do enigma, do caos em que se encontra a igreja evangélica brasileira bem como a falta de direção dos pastores e líderes. Por exemplo, 9% das igrejas não responderam essa questão, 6% usam um mix de métodos e o que é pior, 3,3% não possuem uma ênfase, ou seja, “estão atirando para todos os lados”.

A prioridade ao evangelismo, recrutamento de novos membros e crescimento numérico, de forma dramaticamente óbvia, visa apenas a “cristianização” da comunidade na aparência, nos números e no tamanho. O critério para o sucesso da igreja resume-se ao crescimento numérico e recursos financeiros. Parece que neste mundo evangélico do “vale-tudo”, todo tipo de metodologia pode ser utilizada, desde que produza crescimento. Que visão distorcida e reduzida do Evangelho! Os valores do Evangelho possuem apenas um papel secundário e a igreja passa praticamente despercebida pelo povo que mora ao redor (de verdade, quem gostaria de residir ao lado de uma igreja, nos horários de culto?). Além disso, as igrejas continuam balançando de um lado para o outro do pêndulo, indecisas, inseguras se devem investir mais na evangelização e projetos evangelísticos ou se devem praticar mais assistência social na comunidade local.

Evangelização Integral e David Bosch
David Bosch resume o evangelismo como dimensão e atividade da missão da igreja que, através da palavra e da ação e à luz de condições específicas e de um contexto singular, oferece a toda pessoa e comunidade, em qualquer lugar, uma oportunidade válida de ser diretamente desafiada a uma radical reorientação de sua vida, uma reorientação que implica coisas como ser libertado da escravidão do mundo e de seus poderes; aceitar a Cristo como Salvador e Senhor; tornar-se um membro vivo de sua comunidade, a igreja; ser arrolado em um serviço de reconciliação, paz e justiça na terra, e comprometer-se com o propósito de Deus de colocar tudo sob o senhorio de Cristo. Ele esboça 18 considerações para uma melhor compreensão do evangelismo, especialmente em suas relações com a missão que resumem e acrescentam os vários temas abordados até o momento:

1. A missão é mais ampla que o Evangelismo. Missão denota a tarefa global que Deus deu à igreja para a salvação do mundo. Ela é a igreja enviada ao mundo para amar, servir, pregar, ensinar, curar, libertar.

2. Evangelismo não pode ser equiparado à missão. Evangelismo é parte integrante da missão mais abrangente da igreja, está inserido na missão global da igreja. 

3. Evangelismo é “dimensão” essencial da atividade global da igreja, como coração ou cerne da missão da igreja.

4. Evangelismo implica testemunhar o que Deus fez, está fazendo e fará, como mediador da boa nova do amor de Deus em Cristo que transforma a vida humana.

5. Evangelismo objetiva uma resposta, mudanças específicas, renunciando evidências do domínio do pecado em nossas vidas, aceitando responsabilidades em termos do amor de Deus.

6. Evangelismo representa um convite. É comunicar alegria, uma mensagem positiva de esperança. Não é o mesmo que (1) oferecer uma panaceia psicológica para as frustrações e desapontamentos das pessoas, (2) inculcar sentimentos de culpa para que as pessoas em desespero se voltem para Cristo, ou (3) assustar as pessoas a fim de que se arrependam e convertam com estórias sobre os horrores do inferno. As pessoas devem ser atraídas pelo amor de Deus.

7. A pessoa que evangeliza é uma testemunha, não um juiz. Newbigin nos lembra que jamais posso saber se a pessoa que rejeita meu testemunho rejeitou a Jesus.

8. Embora devamos ser modestos quanto ao caráter e à eficácia de nosso testemunho, o evangelismo permanece um ministério indispensável. Não representa um acessório opcional, mas um dever sagrado.

9. O evangelismo só pode acontecer quando a comunidade que evangeliza –a igreja, é uma manifestação radiante da fé cristã e exibe um estilo de vida atraente. Muitos não confessam a Cristo porque rejeitaram-no pelo que viram na vida dos cristãos.

10. O evangelismo oferece às pessoas a salvação como uma dádiva presente e, junto com ela, a garantia de bem-aventurança eterna, pois pessoas estão procurando desesperadamente um sentido para a vida. Mas se essa oferta constituir o centro do evangelismo, degrada-se o Evangelho a um artigo de consumo e Cristo é reduzido a pouco mais que um fornecedor de bênçãos especiais. 

11. Evangelismo não é proselitismo, onde as pessoas de outros grupos sociais e igrejas sejam vistas como “candidatos” a serem ganhos. Grande parte disso reflete a tendência de construir impérios.

12. Evangelismo não é o mesmo que extensão eclesiástica, sinônimo de expansão da igreja através do incremento numérico de membros. A atenção do evangelismo não deveria estar voltada para a igreja, mas para o reinado de Deus.

13. Distinguir entre evangelismo e recrutamento de membros não significa sugerir que ambos estejam desconectados. Faz parte do cerne da missão cristã fomentar a multiplicação de igrejas. Sem a igreja é impossível haver evangelismo ou missão. Mas as estatísticas são menos úteis quando queremos medir o grau de eficácia e responsabilidade do evangelismo na igreja. Um evangelismo autêntico pode causar a diminuição dos membros de uma igreja.

14. Apesar de não ser individualista, no evangelismo, “só é possível dirigir-se a pessoas, e só elas podem responder. O evangelismo tem uma dimensão pessoal e social.

15. O evangelismo autêntico sempre é contextual, valorizando a história, contexto e ética social. O Evangelho implica no senhorio de Cristo em todas as esferas da vida.

16. O evangelismo não pode ser dissociado da pregação e prática da justiça. Ser um discípulo de Cristo implica em aceitar um compromisso com Cristo e um chamado ao serviço do Reino de Deus. Evangelismo significa angariar pessoas para o reinado de Deus, libertando-as de si mesmas, de seus pecados e de seus enredamentos, a fim de que sejam livres para Deus e o próximo.

17. Evangelismo não é um mecanismo para apressar a volta de Cristo. Barret e Reapsome (1988), calculou que houve 788 planos globais para evangelizar o mundo e que a maioria deles estava relacionada com expectativas escatológicas. Os projetos fascinados com o ano 2000 mostraram-se altamente questionáveis. 

18. Evangelismo não é apenas proclamação verbal, apesar de possuir uma dimensão verbal da qual não é possível escapar. Mas não existe uma única maneira de testemunhar Cristo. A Palavra jamais pode estar divorciada da ação. Não é possível empacotar o evangelismo em 4-5 princípios. Não há um plano mestre, uma lista de verdades absolutas. Só nos é possível testemunhar o Evangelho de maneira ousada e humilde, concomitantemente.

Será que podemos impor nossos mapas como único caminho para nortear os confusos, indecisos e peregrinos à beira do caminho ou prescrever nossos próprios medicamentos como a única solução e cura das doenças? Quando fazemos isso dizemos que somos mais importantes, somos melhores que vocês. O cristão deve refletir o seguinte na conversão de não cristãos: como desenvolver um relacionamento pessoal e fraternal com eles antes e depois de evangelizá-los? Qualquer tipo de aproximação ou conversa que não tenha interesse em continuar num bom relacionamento irá quebrar a comunicação. Precisamos trazer o dom da certeza num clima de ambiguidade, com clareza sem superioridade.

Rubens R. Muzio – Sepal






O Evangelho precisa ser analisado tendo em vista suas muitas tonalidades culturais, étnicas, geográficas e históricas. Vejam as respostas na pesquisa nacional com referências às principais características e ênfases nos modelos utilizados para plantação e crescimento: - See more at: http://pesquisas.org.br/conteudo/item/325-a-importancia-da-evangelizacao-nos-dias-de-hoje#sthash.XcXKPw9U.dpuf

PROJETO MAIS VIDA AO SERTÃO - LEVANDO RIOS DE ÁGUA VIVA PARA O NORDESTINO


  
A região do Sertão nordestino é uma região de extrema carência e em todos os sentidos,  infelizmente a que
mais se destaca é a seca, causada pela escassez de chuvas, proporcionando pobreza e fome. O Sertão nordestino apresenta as menores incidências de chuvas, isso em âmbito nacional. A longa estiagem provoca uma série de prejuízos aos agricultores, como perda de plantações e animais; a falta de produtividade causada pela seca provoca a fome.

No Ceará, os números são alarmantes, 95% dos municípios estão em situação de emergência, a água que
existe nas cisternas é trazida por caminhões pipas. Como não fosse o suficiente, mais de 85.000 animais morreram em 2013 de sede e fome. A seca no Ceará é a pior dos últimos 50 anos, conforme anunciado pelo governo, porém segundo os moradores da região é a pior seca em 57 anos, a dois anos não corre água no leito do rio Acaraú, que fica no sertão do CE, e no interior de Ipu. Açudes secos e ou quase secos fazem parte da paisagem desta região, bem como do universo chamado SERTÃO NORDESTINO, e BRASILEIRO.

Portanto, a realidade é marcada por graves desigualdades sociais e pelo constante desrespeito à dignidade da pessoa humana.

 O projeto + Vida ao Sertão nasce nestas circunstâncias, como ferramenta de intervenção social para a cidadania e para manifestação do Reino de Deus.


AÇÕES

A região de Ipu  tem cerca de 46.000 habitantes, em torno desta cidade há pequenos povoados que são os alvos iniciais do Projeto + Vida ao Sertão, são eles: 
1.  Lajes (totalmente sem água); 2. Cajazeiras (totalmente sem água); 3.Timorante (quase sem água) e; 4.
Flores (quase sem água).
 
E o avanço continua, as regiões de Maruás, São Bento, Manuim e Recanto são os próximos desafios do projeto, e ainda há muitos outros povoados que necessitam de ajuda e principalmente de conhecer a Cristo, alguns deles não há igreja, estimativas informam que 0,2% apenas no sertão nesta região são de
cristãos.

De forma específica, na 1ª Etapa, o objetivo primário do projeto é a perfuração de poços profundos, que custam R$20.000,00 cada (no mínimo, pois o valor é de R$ 220,00 o metro perfurado e a água está no mínimo a 90 metros de profundidade, logo, a profundidade determina o valor do poço), nesta primeira etapa os beneficios alcançarão os povoados de Lajes,  Timorante, Cajazeiras e Flores.

As perfurações podem ocorrer todas de uma vez ou uma a uma em espaços de tempo determinados de acordo com as arrecadações. Caso a segunda realidade aconteça, haverá a necessidade de aquisição de um caminhão pipa. 

A partir do momento em que o Projeto esteja com os poços perfurados e com o sistema de irrigação funcionando e as terras produzindo,o próximo passo será adquirir o maquinário para a perfuração em rocha (custo estimado de R$158.000,00) juntamente com o transporte adequado (caminhão  a adquirir), neste caso, serão inúmeros poços perfurados e multidões de famílias beneficiadas.

Com a instalação, além da geração de postos de trabalho e da distribuição de água gratuitamente, as comunidades assistidas serão beneficiadas com a implementação de hortas comunitárias para o cultivo de frutas, hortaliças e outros, áreas comunitárias por irrigação para o cultivo de grãos (feijão, milho e outros) e pastagens (alimento para os animais).

DESAFIOS

Existem vários desafios, que estão listados abaixo.
  1.  Aquisição de um caminhão Pipa;
  2.  Construção de Igrejas em Lajes e Ipu;
  3.  Reforma e ampliação da casa pastoral em Flores;
  4.  Construção de um centro de treinamento/ aperfeiçoamento para missionários, e ainda junto a essa estrutura,locais de cursos(teóricos e práticos), palestras, seminários e reuniões com a comunidade, e  ainda um alojamento para receber voluntários para servir as comunidades.
  5.  Construção e implantação de um centro de pesquisa para o desenvolvimento de arquiteturas sustentável e projeto ambientais e de produção de alimentícios de forma sustentável e respeitando a biodiversidade local;
  6.  Aquisição de um veículo apropriado para percorrer todas as estradas do sertão e outro veículo adequado para buscar as pessoas em outras comunidades onde ainda não tem igreja e nem foi implantado o Projeto. 

 ARQUITETURA SUSTENTÁVEL

Este projeto é uma ramificação do Projeto + Vida ao Sertão. Visa proporcionar ao sertanejo uma melhor qualidade de vida, utilizando materiais, inicialmente encontrados na região e depois materiais descartados e que provocam danos ao meio ambiente.

As construções da região são simples e obviamente, não tem projeto, que com as altas temperaturas pioram ainda mais a vida do povo nordestino (a sensacao termica chega facilmente aos 50º).


Neste primeiro momento o projeto visa a melhoria de vida através da diminuição da temperatura interna das construções comerciais e residenciais. O objetivo principal é revestir os telhados com forro das igrejas locais e das residências das comunidades que já estão sendo atendidas pelo Projeto + Vida ao Sertão, obviamente o o foco é que o alcance seja o maior possível.

Esta ação visa arrecadar caixas tetrapak de leite ou suco, vazias, para a confecção de uma manta que
posteriormente será pregada do teto com a parte revestida de alumínio para cima, fazendo com que seja refletido a luz solar, diminuindo a temperatura interna dos imóveis, segundo algumas ONG´s que já trabalharam com este tipo de revestimento, a temperatura pode diminuir em até 5º, algo significativo, considerando as altas temperaturas da região e as condições econômicas dos moradores.

PROPÓSITO

Portanto o projeto busca transformar a realidade do sertanejo e o cenário onde vive; isso faz parte dos
objetivos da igreja de Cristo nesta terra, a prática da justiça sendo manifestada em conjunto com a pregação
da palavra (At 2.41-47). Dentro desta perspectiva, o projeto ainda visa a distribuição de Bíblias para todas as casas das comunidades no sertão.  O Reino de Deus sendo manifestado em todos os lugares. Cumprindo-se assim o IDE em Cristo.

O Projeto Mais Vida Ao Sertão tem como objetivo geral, a transformação da sociedade atendendo as suas
necessidades físicas e espirituais da região em que atua, de forma a atender todas as áreas civis e sociais de uma comunidade.
 
A Atuação dos missionários no campo se dará da seguinte forma:
- Promover a dignidade humana através do serviço cristão;
- Pregar o Evangelho através do testemunho de vida e do evangelismo pessoal;
- Discípular os novos convertidos e capacitar obreiros nativos.
Para maiores informações a respeito do projeto, entre em contato pelo e-mail: 
Assista o vídeo que mostra a realidade do povoado de Lajes:


 COMO FAZER A DIFERENÇA ?

As arrecadações das caixas tetra pak poderão ser feitas em todo Brasil, sendo que:
  • Em Uberlândia/ MG, até o 05 DE ABRIL poderão ser entregues na:
Igreja Cristo Exaltado, avenida Engenheiro Diniz nº 409, Bairro Martins, em horário de cultos: nos
Domingo às 18;30 hs, nas Quartas e Quintas-feira às 19:30 hs;
IBOA  –  Igreja Batista OAKEN, rua Adelino Franco, nº 207, Bairro Cazeca, em horário comercial, nas
células (ligue 3084-5788 ou 3231-5806 saiba endereço mais perto de sua casa):  e em horário de cultos:
nos Domingos às 19 hs, e as Quartas-feiras às 20 hs;

  • Fora de Uberlândia/ MG, envie direto para Flores, no seguinte endereço:
Rua Gentil Elmiro Farias nº 39, Distrito de FLORES, Ipu/ CE, CEP 62.250-000, Ministério Christian Life Church – Pr Valdecy Frota.

Precisamos de muitas caixas, é só abrir na emenda, lavar a parte de alumínio, secar e entregar em um ponto
de coleta.

Caso queira contribuir para o desenvolvimento das atividades desse ministério, você pode:
  1. Entrar em contato conosco e solicitar o envio de boletos: contato@missaobereshit.com.br 
  2. Fazer depósitos ou transferências diretamente na conta (favor nos enviar seu nome, endereço e telefone por e-mail - contato@missaobereshit.com.br): 
  3.  Para o Projeto, faça seu depósito ou envie para: Caixa Econômica Federal, Agência 0745, OP 013, Conta Poupança 5571-1 (Valdecy de Sousa Frota).
  4.   Para a manutenção de obreiros no sertão, (Pr Wesley), faça seu depósito ou envie para: Bradesco, Agência 2808-8, Conta Poupança 25064-3 (Wesley Borges de Araújo);  C.E.F Agência 1910, OP 013, Conta Poupança 52010-3 (Wesley Borges de Araújo).
C) Em breve poderão ser feitas doações pela Internet, pagseguro da Uol, site da Missão Bereshit:


Sem oração absolutamente nada acontece como tem que acontecer, por isso precisamos de suas orações. Ore por cada etapa, por cada membro do projeto, por cada alma que será salva!


Faça a diferença no Ceará.


Ore


 
Contribua